A Análise SWOT é considerada uma ferramenta clássica da administração. Não há executivo de grande empresa que não a conheça. Mas a ferramenta ainda é pouco conhecida – e consequentemente pouco usada – por quem tem empresas de menor porte. A Análise SWOT não tem um pai ou mãe definidos, mas muitos acreditam que ela tenha sido desenvolvida na década de 1960 por professores da Universidade Stanford, a partir da análise das 500 maiores empresas dos Estados Unidos.

Portanto, como qualquer outra ferramenta considerada clássica na administração, a Análise SWOT também foi pensada considerando o contexto da grande empresa e, posteriormente,passou a ser adotada também em outras situações, como em empresas de menor porte. A Análise SWOT pode ser usada de diversas formas, mas o empreendedor de empresas de menor porte pode empregá-la como uma ferramenta de autoconhecimento (nesse caso, o conhecimento mais aprofundado a respeito do seu negócio), análise contextual e guia para a definição de um plano de ação. SWOT é uma sigla em
inglês dos termos Strengths (pontos fortes), Weaknesses (pontos fracos), Opportunities (oportunidades para o seu negócio) e Threats (ameaças para o seu negócio). Os pontos fortes e fracos, em geral, estão dentro da própria empresa, enquanto as oportunidades e as ameaças, na maioria dos casos, têm origem externa.


INDICADO PARA organizações de todos os portes.

SERVE PARAanalisar os pontos fortes e fracos, e as oportunidades e ameaças de um negócio. Em seguida, o empreendedor pode organizar um plano de ação para reduzir os riscos e aumentar as chances de sucesso da empresa.

É ÚTIL PORQUE incentiva o empreendedor a analisar sua empresa sob diversas perspectivas de forma simples, objetiva e propositiva.


Como usar

O uso da ferramenta Análise SWOT é razoavelmente simples. O mais difícil é identificar os reais pontos fortes e fracos da empresa, as oportunidades mais vantajosas e as ameaças mais importantes do ambiente competitivo em que o negócio está enquadrado. Tendo esta preocupação em mente, use o quadro da página seguinte e responda:

S: Quais são os reais pontos fortes do seu negócio? Empreendedores tendem a ser otimistas por natureza. Por isso, reflita bem se o que você está escrevendo neste tópico é um ponto forte real ou se é apenas a sua opinião. Valide sua lista com pessoas que conhecem bem você e o seu negócio. Diversos itens podem ser considerados pontos fortes. Alguns exemplos: um bom local com muito trânsito de pessoas que formam o público-alvo pode ser um ponto forte para uma loja varejista; ter a patente de um produto ou acesso a um excelente canal de distribuição. Ter uma marca conhecida e querida ou uma equipe realmente comprometida com a estratégia da empresa também são pontos fortes. Não é fácil levantar todos eles, mas tente pensar nas vantagens competitivas de sua empresa.

W: Quais os reais pontos fracos do seu negócio? O otimismo excessivo do empreendedor pode impedi-lo de refletir sobre os pontos fracos do negócio. Outros se sentem mais confortáveis se listarem as oportunidades de melhoria (e não os pontos fracos) do seu negócio. Aqui não importa o termo, desde que você reconheça que sua empresa não faz bem tudo aquilo que poderia fazer e/ou poderia fazer muito melhor.

Mesmo as melhores empresas conseguem elaborar uma grande lista de pontos fracos (ou oportunidades de melhoria). Quanto mais esforço em identificar esses pontos, mais sua empresa tende a se tornar melhor, desde que elabore um plano de ação para tratar cada ponto fraco. Neste tópico, liste tudo que está fazendo seu negócio perder vendas ou aumentaros custos (despesas, gastos, perdas).

O: Quais são as oportunidades para o seu negócio? Muito cuidado ao elaborar a lista deste tópico porque empreendedores veem oportunidades em todos os lugares. Para elaborar a lista, é preciso que a empresa tenha uma estratégica clara, com objetivos, indicadores e metas bem definidos. Isso permitirá fazer com que as oportunidades vislumbradas para o negócio sejam priorizadas de acordo com a estratégia da empresa.

T: Quais são as ameaças para o seu negócio? Comece sua lista pelos problemas que o seu negócio
pode enfrentar (ou está enfrentando) com a concorrência. Que atitudes de seus concorrentes podem
contribuir para reduzir as vendas ou aumentar os custos da sua empresa? Além disso, use outra ferramenta clássica, a Análise PEST, para listar outras ameaças para o seu negócio que podem ter origens políticas, econômicas, sociais e tecnológicas. A Análise PEST também pode ser usada para identificar oportunidades para o seu negócio.


Download

Baixe mais instruções e o conteúdo completo em https://alanbruno.com.br/swot.


Material originalmente publicado em http://movimentoempreenda.com.br e elaborado por Marcelo Nakagawa (professor e coordenador do Centro de Empreendedorismo do Insper). 

nv-author-image

Alan Bruno

Designer (PUC-Rio), membro da Associação de Designers Gráficos do Brasil (ADG-Brasil), autor do best-seller “Técnicas Básicas de Design para Empreendedores”. Realizou projetos para a área de parcerias e negócios do Walmart.com, e conta com portfolio com mais de 10 anos de experiência profissional criando marcas, websites e lojas virtuais para os mais diversos ramos empresariais tais como confeitaria, sistemas de ensino, escritório de advocacia, profissionais da saúde, cervejaria e outros.